Políticas para Mulheres – Por Daniella Vitoreti

O Plano Nacional de Políticas para as Mulheres precisa chegar à Tamoios. Problemas com falta de creches é apenas um exemplo que dificulta a participação ativa de muitas mulheres em práticas sociais e tira oportunidades, pela falta de estrutura e planejamento do Município.

O Plano Nacional aponta uma direção necessária para combater as práticas assimétricas históricas que inviabilizaram o processo de participação social e político entre homens e mulheres. Nesta direção, precisamos de ações estruturadas que ofereçam a suporte a busca de autonomia econômica, cuidados com a saúde, combate a violência, facilidade de informações e direitos, estímulo à educação e à cultura, além de outros muitos temas que envolvam o universo feminino e que possam colaborar com o processo de busca por igualdade de gêneros.

As mulheres do Segundo Distrito sofrem pela distância da área central e necessitam de um Centro Regional de Referência a Mulheres que atue de forma integrada e facilite a participação igualitária na sociedade. Já é momento de investir em políticas de valorização das mulheres de Cabo Frio.

Daniella Vitoreti

Especialista em Gestão, Educação e Meio Ambiente, empresária, Diretora da Associação Comercial de Cabo Frio e moradora de Tamoios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
shares